terça-feira, 6 de abril de 2010

A Páscoa não chegou aí??

Finalmente a Páscoa chegou!! Após 40 dias de deserto, finalmente chegou o tempo da ressurreição,, tempo da alegria, da festa.... Mas espera aí, talvez, você ainda esteja sentindo o peso da cruz nos ombros, sentindo que a aridez do deserto ainda te incomodando... Talvez você ainda não tenha sentido o Cristo ressuscitar.

Pois é, apesar da alegria de saber que Cristo venceu a cruz, desde ontem tenho me deparado com algumas situações e sentimentos tão desordenados dentro de mim, que me fizeram notar que a cruz continuava aqui e que em algum lugar Cristo havia deixado de ressuscitar, e foi vivendo esse sentimento que me deparei com o evangelho de hoje que diz:

Jesus perguntou-lhe: “Mulher, por que choras? A quem procuras?” Pensando que era o jardineiro, Maria disse: “Senhor, se foste tu que o levaste dize-me onde o colocaste, e eu o irei buscar”.
Então Jesus disse: “Maria!” Ela voltou-se e exclamou, em hebraico: “Rabuni” (que quer dizer: Mestre). (João 20, 15-16)

Ao ler essa palavra, me encontrei primeiro com um Cristo que me pergunta "Porque está chorando? A quem você tem procurado?" me deparei com esse Jesus, que se preocupa ao me ver chorando por não conseguir ver além do sepulcro vazio, um Jesus que indaga sobre as minhas prioridades, mas que em momento algum julga a minha visão tão limitada, pelo contrário, me acolhe, me ama e me ensina a ver além.

A dor de ver Cristo sendo morto de forma tão brutal foi tão grande, que Maria Madalena e os discípulos de Cristo se esqueceram de tudo que ele já havia profetizado sobre sua morte e ressurreição, e eu me vi assim. Essa quaresma foi tão dura, tão difícil de chegar ao fim, que meu olhar está tão fixado na cruz e no Calvário, que não consigo ver que Cristo está vivo e está falando comigo.

Ainda lendo esse trecho me encontro com um Jesus que me chama pelo nome do mesmo modo que chamou Maria Madalena e é esse chamado que me faz despertar e perceber que é o mestre que fala comigo.

Deus aos poucos vem despertando em mim essa Páscoa, tirando meu olhar da cruz e voltando meu olhar ao Cristo ressuscitado, e enquanto não consigo viver essa ressurreição na sua totalidade, quero ser como Maria Madalena, que ao ver que Cristo não estava no sepulcro, não vai embora triste, ela não desiste, mas permanece ali se dispondo a tudo o que for possível para recuperar seu Mestre.

Eu não sei como está sendo a sua Páscoa, mas se ainda não conseguiu senti-la, se sente ao lado do sepulcro e alí entregue a sua dor, pois sei que quando menos esperar vai ouvir Cristo te chamar pelo nome e dizer: "Não chores mais pois estou vivo". Mas se você já está vivendo essa ressurreição na sua maior intensidade, faça como Maria Madalena:

"Então Maria Madalena foi anunciar aos discípulos: “Eu vi o Senhor!”, e contou o que Jesus lhe tinha dito. " (João 20, 18)

Deus abençoe você e a sua passagem para a nova vida!

Com amor,
Marina

3 comentários:

Suellen disse...

Lendo o que vc escreveu me vi nas suas palavras..eu preciso tirar os olhos da cruz e voltá-los para Cristo que ressuscitou e nos chama a anunciar essa vida nova que está chegando!!!Muito bom o texto!!
Deus abençoe vc e sua caminhada Marina!

Simone disse...

Muito bom mesmo o texto.
Que Deus te inspire mais e mais Marina.
Os seus post's sempre acrescenta em minha vida.

Jefferson Galdino disse...

Paz e Bem Marina!

Felis Páscoa!!!

Um forte abraço...

Jefferson...